Iluminação
Início
Anterior
Dicas
Doenças Marinhas
Peixes Marinhos
Plantas Marinhas
Iluminação

 

Um aspecto importante de manutenção de peixes tropicais é  a iluminação aquário. Este é um aspecto muitas vezes esquecido e por vezes, confuso para um principiante. A confusão pode vir de os muitos tipos disponíveis de luz que pode usar no seu aquário. Os principais tipos de luz são:
  •  Lâmpadas fluorescentes
  •  Fluorescentes compactas
  •  Fluorescente de alto débito (ho)
  •  Fluorescentes de muito alto débito (vho)
  •  Lâmpadas de Halogéneo
  •  LED para Aquários

O tipo de luz que precisa para o seu aquário depende do que planeia manter no seu tanque.

Tipos de Luz para Aquários

  • Lâmpadas fluorescentes - Estas são o tipo de luzes que se vêm com mais frequência nos aquários e são muito acessíveis. Normalmente variam de 15W a 40W e têm entre de 3000K e 10.000K. Kelvin (K) é a escala usada para medir a temperatura da cor. São muito baratas e fáceis de substituir.

  • Fluorescentes compactas - Trata-se de um passo à frente das lâmpadas fluorescentes normais. Normalmente variam entre 10W e 100W e tem entre de 5.000K e 10.000K. Têm uma luz brilhante e intensa, mas irradiam algum calor que pode elevar a temperatura da água do aquário. Devido à sua potência requerem casquilhos especiais, e em virtude do calor produzido, muitas vezes vêm equipadas com ventiladores.

  • Fluorescente de alto débito (HO) - Estas lâmpadas variam normalmente entre 20W e 60W e têm entre 6.000K e 11.000K. São mais caras do que as normais fluorescentes mas duram mais. Estas lâmpadas exigem um suporte do tipo T5.

  • Fluorescentes de muito alto débito (VHO) - Estas lâmpadas variam tipicamente entre 75W e 160W e têm entre 10.000K e 20.000K. Estas lâmpadas são muito caros e produzem uma grande quantidade de calor, por isso, exigem um lastro e / ou suporte especial. Têm ventiladores incorporados no aparelho para ajudar a manter as luzes acesas e aquário arrefecer. Mesmo com os ventiladores pode precisar de equipar o seu aquário com um refrigerador para evitar que seu aquário possa entrar em sobreaquecimento.

  • Lâmpadas de Halogéneo - As lâmpadas de halogéneo normalmente variam entre 175W e 1000Ws e entre 5.000K e 20.000K. Este tipo de luz é o mais próximo do sol em termos de luminosidade, mas é muito caro para comprar, explorar e substituir. Produzem uma grande quantidade de calor e geralmente têm de ter arrefecimento. Balastros com ventiladores incluídos estão amplamente difundidos. Este é frequentemente o método preferido para iluminação um aquário de recife com anémonas e corais que necessitam de maior intensidade luz.

  • LED para Aquários - Serão estes o futuro dos sistemas de iluminação para aquário? Os preços em 2007 ainda são muito elevados e vão ter de diminuir significativamente antes de haver mais aquariofilistas a fazer transição. Eles oferecem muitas vantagens em relação aos outros sistemas de luz. Algumas das vantagens de luzes LED em relação às convencionais fluorescentes e halogéneos são:

    • Produzem muito memos calor
    • Consomem menos energia
    • Têm muito mais tempo de vida
    • Não têm nenhum filamento para quebrar, podem por isso ser consideradas mais duráveis
    • Podem ser colocados de muitas maneiras, devido à sua pequena dimensão.
  • Luz para aquários de água doce (só peixes) - Para um tanque de água doce com plantas vivas que não pode começar com lâmpadas com pouca potência. Essas luzes estão geralmente entre 18W e 40W e devem durar um ano ou mais antes de se queimar.

  • Luz para aquário de água doce (com plantas) - Para manter plantas vivas terão que actualizar o seu sistema de iluminação. Normalmente terá de ter entre 4W e 10W por litro, no entanto o tipo de luz que precisa depende de vários factores:

    • Profundidade do tanque
    • Espécies vegetais
    • Taxa de crescimento desejado
  • Luz para aquário de água salgada (só peixes) - Para um aquário só com peixes uma lâmpada florescente normal serve perfeitamente. Experimente uma lâmpada de "espectro total".

  • Luz para aquário com rocha viva - pode começar por colocar uma lâmpada fluorescente com espectro completo, mas obterá melhores resultados com luzes fluorescente actínicas (luz azul). Tudo depende de como deseja o crescimento das algas coralinas. Certos tipos de algas coralinas parecem crescer mais com maiores quantidades de iluminação actínica.

  • Luz para aquários de recife - Aquários de recife com água salgada, corais, moluscos e outros organismos, necessitam de luz HO, VHO ou halogéneo. Alguns corais, anémonas e amêijoas exigem uma iluminação muito intensa, níveis que só podem ser fornecidos com VHO e halogéneo. Regra geral para aquários recife recomenda-se entre 8W e 20W por litro. Muitos destes sistemas de iluminação têm incorporado refrigeradores, nomeadamente nos halogéneos e VHO. Investigue as espécies que pretende manter, porque têm requisitos de luz diferentes. Devido à quantidade de calor que estas unidades podem produzir, pode ser necessário um refrigerador para manter a temperatura da água num valor aceitável.

  • Quanto tempo deve ter a luz ligada? - A luz deve estar ligada entre 6h e 12h, mas se tiver plantes, que necessitam de mais luz então o range deve estar compreendido entre 10h e 12h. Deixar a luz acesa por períodos superiores a 12h, pode contribuir para o aparecimento de algas indesejáveis. Invista num temporizador para ligar e desligar automaticamente a luz.

Início | Dicas | Doenças Marinhas | Peixes Marinhos | Plantas Marinhas | Iluminação

Actualizado em 27-Out-2011